quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Complemento Adverbial


há sempre
há sempre solução


sempre
sempre houve
sempre houve dor


tens
tens eu
tens eu aqui

Duas colheres de sexo

desejo é coisa estranha
vem de dentro, parece ponto de interrogação
me toma, me bebe
me tenha só seu


quero ver a soma de tudo isso
refletida nas nossas mãos
quando subir naquela mesa
e tocar bem breve o chão


te vejo nu e tenho dores
que vão de cabeça a cabeça
a minha dor se chama amor
e o meu problema se chama você


me faça sentir algo bom
pelo menos agora e pra já
você é único nesta cama
me faça transpirar


sinto seu cheiro até nas cobertas
que um dia já estiveste só
pois agora tudo é festa
menos dentro do meu coração

Uma colher de sexo

vem até mim
eu quero sentir você pulsar
eu quero ver o seu corpo tremer
e quero entender seu corção


quero estar dentre de você
e perceber o quão bom é
para mim, você é assim
para mim, você está em mim


eu lhe quero sempre
de dia e de noite
vendo o mar subindo
e nosso corpo junto um do outro


a gente pode contar mentiras
a gente pode se fazer do que quiser
desde que você durma aqui esta noite
e me faça sentir tudo que ainda não sentimos juntos

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Muito feliz

por muito tempo
perguntei ao pó
coisas que eu mesmo
não sabia responder


fazer o quê
se a vida quer assim
não é só para mim
e é difícil entender


rimas pobres, calores frios
quero muito estar contigo
sou fácil de conseguir
mas difícil de se manter


gelo quente, derretendo feito ferro
cantando as notas mais graves
e ouvindo sempre todas bem finas
era isso que devia ter acontecido


o meu amor foi embora
para ver o rosto vermelho
de uma moça envergonhada
que na verdade sumiu e deixou a dor

A resposta ao planeta

e não é que eu cresci
ouvindo falar num deus
que é a imagem e semelhança de algo
que, pra mim, é o reflexo do nada


e não foi que ele sumiu como se não deixasse rastro
e ainda falam que deus castiga
meus filhos, caros filhos, ele nunca existiu
não passa da projeção dos teus problemas em algo para fixar-se


meu pai do céu é aquele que carrega consigo as estrelas
e que o céu carrega tão fortemente quando o mesmo chove
e larga as gotas em meu olho
para que eu não enxergue o que, de veras, nunca existiu


um deus de plástico?
uma imagem inexata?
um reflexo do vazio... é...

I'm free from you

life is so rare, you know it is
love is so rare, you know how it is
friends are so rare, you know they are
it's so dangerous to be alone, you know it is


but i'm happy, i'm nice, i'm okay
and i'm free from you


you are the best guy for me, but you know you're no good
you are so high but here and i'm feeling good
you had the chance to be the best and you lost it
it's a better day, it's a hard way and i'm here to say


my day was hard, why did you call me?
my life's been so difficult, why have you done it to me?
my light has turned off and you're still here
freedom is mine and i don't wanna share it


for me, for me, for you i'm not here
for me and not for you, i'm not here for you

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Reflexão externalizada n° 2

"Os seres humanos (quase não humanos) só não se exterminam, como fazem com outras espécies, pois ainda tem algo que os une: a consciência!"

sábado, 16 de outubro de 2010

Curvar-se, para Letícia Stander

curvar-se diante da genialidade
curvar-se diante de um deus
curvar-se diante dos ensinamentos
curvar-se diante do ser


curvar-se diante de uma Letícia
que deus nos deu
curvar-se diante de uma oportunidade
curvar-se, curvar-se


agradeço-te pelo aprendizado
e entendo que mereces mais
tenho pouco a te dar, grande professor
mas o pouco que te dou é de coração


curvo-me diante de sua honestidade
frente a realidade que se põe
quando crescer, seja que nem tu, menina-mulher
o ser que nunca mais esquecerei como professor

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Soneto de liberdade e insegurança

quero tentar me livrar
das garras de um mal humano
que é a eterna contradição
e que cega meu plano


meu estresse se reflete na dor
que sinto no peito
e que me devora por completo
deste ou d'outro jeito


sinto-me inseguro
sem coragem para encarar
o que acho justo


peço ajuda
olho pro lado
não há mais busca

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Reflexão externalizada n° 1

"Não há o que se preocupar. Há o que fazer. Mil pessoas caindo de fome, mais quinhentas se desesperando pelos amores, e nós, aqui, perdidos..."

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Carta de amor n° 4

"Querido ser... nem tão querido assim...
hoje é o último dia de Setembro e aproxima-se o dia em que deixei esta cidade, aquela cidade e muitas outras coisas.
Não paro de pensar em formas de chamar sua atenção, tentando fazer você perceber o quanto ainda é presente aqui. Ou lá, também.
Seque. Isso... seque sua lágrima que se põe no olho. Sei que se põe, não se põe?
Te amo eternamente. Ou enquanto eu sentir amor.
Pierre Machado

P.S.: Suma da minha vida antes que eu me suma."

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

That incredible moment

some places we can't forget


i love you just because you say sweet things
i like the way you look at me because i feel myself alive
i like everything, everything that brings you here
i like the world if you are inside of me


i hate the time when it is going to finish an you're not by my side
i hate the life if you can't be near
send me a rose with a card and a name
in which i can recognize your letter


i like life if life is you
i love silence if i can hear your whisper
if you call me, i get frozen
if you are near, i'll probably shiver


please, send me that photograph
because it has me and you together
and i am what i am
because we had that incredible moment

Rio em Janeiro

nasci no fim do mundo
onde ninguém sabia ao certo o nome
cresci lá e vi
o que era, na verdade, paz


decidi voar
e então conheci a tão sonhada terra
vi carros coloridos
e o sonho perto de mim


decidi que desde então viveria lá


praias, sol e mar
é tudo o que tinha lá
estrelas douradas em corpos lindos
e amor para dar e vender


tinha tudo o que sonhei
mas pouco apoio amigável
deus estava em todo lugar
até mesmo onde não queria vê-lo


pensei em me jogar do arpoador
mas de lá não sairia nunca mais
pensei em me libertar da escravidão visual
mas percebi que ali era o lugar pra mim


decidi que desde então viveria lá


praias, sol e mar
é tudo o que tinha lá
estrelas douradas em corpos lindos
e amor para dar e vender

pois o céu é o limite logo ali
dobre a esquina, encontre a fama e seja rico
quero ver o sol de novo sem me preocupar
e é por isso então que vejo o sol nascer, nascer

praias, sol e mar
é tudo o que tinha lá
estrelas douradas em corpos lindos
e amor para dar e vender

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Hard

i've been passing through a difficult situation
and now i see how tough life is
so i want to describe what life means to me
in order to help the ones who are sick and tired of all these stuffs


i was told you've been talking about me
even when you sleep you think of me
please, forget it and go home
'cuz i'm not a piece of your all


help me in this situation
i don't know if i can stand it
i need fresh air and some health
you don't give, you push me down


now i will stop talking
and i will start doing
let me go right now
be free and do whatever you want

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Devaneios

se um dia for reconhecido
que seja pelo que escrevo
e que o que tenha sido escrito
seja útil para alguém


mudar não é possível
mas podemos tentar adaptarmos
até animais tão irracionais quanto nós
o fazem e parece bom


você já mudou?
você já foi diferente?
já criou algo novo?
tente, invente


meus pés pedem por chão
pois tenho andado nos céus
pisar na areia quente tá difícil
e o pior é conseguir mudar


refuto tais idéias
pois fazem parte de outro conceito
conceito esse em que eu me perco
e talvez até rejeito

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Ser viajado, Por Pierre para Sidney

ele é como a luz
viaja muito rápido
traz boas energias
e enche por onde passa de algo que não sabemos explicar


é um ser do bem
dotado de uma capacidade de altruísmo
e de uma bondade de metros
ele é um amigo com o qual eu posso contar


voa, pássaro, voa para longe
tenta te encontrar em outro lugar
mas não esqueças jamais
que aqui, nessa pequena cidade, criaste uma raiz


uma raiz inigualável
uma raiz do bem
um amigo-raiz
um amigo teu

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Notas sobre um escândalo, em homenagem ao filme de mesmo nome

eu percebi desde o princípio
que teu olhar era diferente
e que teu desejo era grandioso


meu corpo respondia ao chamado
mas algo impedia
quem sabe era o ambiente ao qual fomos expostos?


decidi te levar para uma superfície
onde tudo é permitido
e foi aí que nos permitimos


teu corpo tremia
ao ritmo do meu
e minha boca se ocupava com a tua


eu me senti seguro
e lidando com o perigo
de alguém nos ver


foi então que decidi
que a partir de então
teria que te esquecer


teu corpo não mais ter?
a ti não mais pertencer?
acho que não consigo


peço que tome cuidado
para não tomarmos o rumo errado
estamos falando apenas de desejo

domingo, 12 de setembro de 2010

S.O.S.

if i had just one desire
what would i do?
what would i do?


it seems i have a desire
what will i do?
what will i do?


my life's been so boring
and i want something to worry and make me whisper
instead of being saying i'm alone
i wanna be with someone to take care


you are a bankrupt but i've got no money
you are a strategist but you've forgoten your rules
you are a wolf that i want to feed
you are the one that has to repeat


turn your head around
everybody's got what they want
please, help to go out of this story
'cuz i need something to worry


you are a bankrupt but i've got no money
you are a strategist but you've forgoten your rules
you are a wolf that i want to feed
you are the one that has to repeat

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Confessionário Vol. 6: Volta, condor, volta...

(re)fazendo a minha vida
sinto que lhe (re)encontrei
e vejo um breve futuro para você (e para mim)


consciente do estrago,
deixo-lhe pairar em zonas de perigo
para que corras o risco de estar comigo


então, c'est la vie, deixe levar-se
e acompanhe os noticiários
escalarei uma ponte e colocarei seu nome nela


seu nome único, mais secreto
que eu sei e guardo comigo
já que não posso guardar você por inteiro

Soneto-contrário

é o mesmo que ter a mim mesmo
ter você perto de mim
ter você de volta, condor
juro mesmo que queria

para me deixar feliz
pensando no que fazer
todo dia na minha cola
quem dera ter você de volta

de um amor
doce retalho
soneto amargo

por ter perdido o que se foi
já que sinto-me um otário
um soneto feito ao contrário

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Pecadores

eu vi eles morrerem de fome e por estarem nus
eu vi eles correrem da onda
da onda de dor e pavor


eles correm para a porta
eles correm muito apressados
correm do medo de morrer


de morrer de fome
de morrer de dó
de dó, meu bem


eles dizem: "lá..."
eles dizem: "corramos para lá..."
eles sangram porque não há o que fazer


é o medo que os come como se fossem nada
há o que fazer?
há o que fazer?


não, não, não há o que fazer
eles roubam, furtam almas feito loucos
e correm para porta de novo


correm em círculos
correm em triângulos
triângulos não amorosos


correm de medo, seus escuros
irão morrer de tanto chorar
das chibatabas que irão levar


num núcleo sem célula alguma
se escondem e nunca mais correm
a liberdade e a porta se fecharam

Notas de amor

ouvir algumas notas
notas musicais de amor
suaves e serenas como o seu rosto
e doces como a boca que eu beijei um dia


amor, deixe-me viver contigo
e te prometo luz e paz para sempre
tá certo que promessa nunca foi meu forte
mas para você, por você, pode ser


minha vida nada muda
sem a bagunça que você deixa
complicas, mas ao mesmo tempo descomplicas
esse meu jeito de ser


te vejo errar e me sinto feliz
porque eu gosto de errar também
me faz feliz, me faz bem
você é mais que um porém


viva comigo
more comigo
entre em mim
e me deixe mais feliz

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Terra cinza, aos que não deixam a terra mais cinza ter mais cores

terra cinza, quero ir embora
quero ir lá fora
e fazer parar de chover


terra grande que de grande não tem nada
me dê uma granada
para que eu exploda você


terra cinza, me dá força
para seguir em frente
e tentar acabar o que não consigo


terra fria e terra boa
aos poucos me acostumo
com a idéia dos dois anos que estão por vir


terra com gente boa
dá-me a coroa
para que eu possa ter sucesso lá fora


terra grande, meu Rio Grande
canta alto o seu som e a sua poesia
porque tenho medo de te deixar


terra fina, terra nova
cresce, aparece e inova
e muda a história que tenho ouvido


terra firme, terra boa
deixa de ser a monarquia
que um branco tem feito preta


terra daqui ou de lá
deixe-me ir embora
não deu de aguentar

Confessionário Vol. 5: os quereres do pequeno ser

eu quero colo
quero amor
e quero paz


eu quero que pare a chuva
eu quero a lua
quero amar


eu quero a noite plena
sua pele amena
para me amaciar


quero um coração inteiro
um amor inteiro
para poder cuidar


quero um gole de álcool
um passo em falso
para poder cair e levantar


quero fumar marijuana
quero ser bacana
e poder viajar pelo mundão


quero acabar essas linhas
cantar lá em cima
e ser ouvido cá embaixo

Soneto pela reconciliação

tudo que tenho vontade
tenho feito pelo simples querer
e eu tenho feito o correto
e eu tenho sido justo


mas quando terei a recompensa
pelas coisas que eu tenho feito
já que mudei e não tenho medo
de me doar e sofrer se for preciso?


quero um pouco do que dou de volta
para colocar pregos nas portas
que um dia você abriu


quero o medo de estar bem longe
quero o sopro de um teto e uma ponte
bem perto de mim

Carta de amor n° 3

"Oi...
Como estás?
A necessidade de falar contigo ainda continua presente.
Não te vi mais online e mesmo assim sinto a tua presença!
Tá viajando ou coisa do tipo?
Então...
Este e-mail tinha que ser mandado, pois quero que saibas que tu és importante(como ninguém mais foi ou, possivelmente, será).
Saudades crônicas de ti, da tua presença, do teu toque(sexual, amoroso, carinhoso, completo e único).
Estás comigo sempre, mesmo longe, mesmo depois de tudo.
Agora cabe te pedir que tenhas coragem, arrisque-se, se é que me entendes!
Te amo demais e quero que entendas que o tempo nos ensina tudo e esse tempo me ensinou a uma única coisa: saber reconhecer que poucos tem a oportunidade de encontrar amor. Eu encontrei: em ti.
Até..."

Ela, Para Juliana

inconstante, mais do que nunca perdida e fora de si
pede para sermos o que ela, enganosamente, é
e pede para termos calma
quando ela esqueceu quem somos


ela pede, pede e mais que pede
ela perde por não saber que todos erram
ela voa em pensamentos e esquece das asas
logo cai e corre para os braços dos que a querem muito bem


não te esqueças, pequena, que estamos aqui
mas também precisamos de asas às vezes.

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Who is it?

who is the most important person in your life?
who would you die for?
who is your favorite friend?


who's the one who will be at your door?
who is the guy you want tonight?
who will protest forever in front of you?


who is the person who felt in love more than twice for you?
who is the one who you made to cry?
who is the girl or boy you want to marry with?


who am i now?
who am i now?
this is a question with no answer

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Não venha me questionar

eu levanto cedo da manhã
e peço que algo bom aconteça
e que eles parem de pensar daquele jeito
a normalidade ainda não foi alcançada


não venha me questionar minha sexualidade
pois eu não questiono a sua
não venha me dizer o que é certo
porque eu sei que certo é o que faz bem


não me venha dizer que siga isso ou aquilo
vou seguir o que estiver afim
homem ou mulher é tudo igual
só muda o que o meio das pernas traz


não me venha adiantar
o relógio pra eu me perder
eu sei o que sou
e sei o que é querer

Estranho estar só

tenho achado tudo muito estranho
só porque tenho amado muita gente
e meus pés doem porque esse amor é difícil de alcançar


alguns me cheiram como se eu fosse uma flor
já outros me vêem como simples corpo sem se interessarem
canso de tudo e de todos


e eu fugirei da manobra de ficar só
porque não é isso que eu quero
quero um amor diferente
e uma vida um pouco menos monótona


o tédio é meu hábito
e a convenção meu ódio
a árvore em frente da minha casa
me permite enxergar todos eles


em fileiras, em tribos
querendo sentir algo mais que o prazer
o prazer da vida, o prazer do amor
o prazer, simples prazer


ternura e prazer
caos e tédio
coisas que tenho sentido
sou estranho, amo os homens...

Raiva de mim mesmo

você veio me dizer
que eu estava sendo rude
e que eu estou pisando na sua consciência


pois é, aqui estou
refutando idéias minhas
que te vi passar a diante


já se perguntou o quão mal você me fez?
já se perguntou o quão mal você é comigo?
já refletiu sobre tua inutilidade perante aos outros?
pois é... eu acho que não!


pensa um pouco antes de agir, meu caro
pois o mundo sempre teve 360 graus
meu tempo contigo terminou
e você já teve o seu tempo também


quero um pouco de paz
e uns vinte cinco anos de dor
mas essa dor já passou antes de tudo
pois você não a deixou


encolha-se e siga
pois o caminho é sempre único
peça aos outros algo mais importante
porque para mim você nunca mais pedirá nada


falaste em templo divino
falaste em dúvidas eternas
e agora falas em vida
coisas que você só falou, falou...

sábado, 21 de agosto de 2010

Irreais

eterno sentimento de vazio
concreto prazer do nada
vale de que ser justo?


sinto minhas pernas doerem
e meu peito adoecer
e meu coração esvaziar-se


e neste andar, as coisas param
e os sonhos passam a ser irreais
e os meus pés cansados ficam


dói demais saber que olhar pro lado pode significar solidão
e que fugir de nada adiantará
amanhã é um novo dia e quero voar

domingo, 15 de agosto de 2010

That particular day

i've been tortured by your voice inside my head
and i realized how much you are important to me
and i've been dying inside because you're not here anymore


my bed is empty
as my heart is too
please, could you forget everything and come back?


show me your smile
give me your hand
and hold me in your arms again


you call me up
just because you know i'll always be there for you


i'm free, but i didn't want to be
i'd seen our pictures together
and that was terrible


i love you so much
and i can't forget that day
that particular day

De repente

de repente, vem uma grande vontade de chorar
a falta de você me deixa desnorteado
sigo porque é o sentido natural das coisas
e porque nunca acreditei na soma de um ao outro


faz uma falta tremenda a sua pessoa
e seu jeito único de sorrir
aquela noite enquanto choravas
eu pedia desculpa a mim mesmo por ter aberto mais uma vez a porta para você partir

eu entendo que tenhas muitas coisas para fazer
mas vejo que o seu carinho e sua presença me deixam confortáveis
vejo coisas em você que não verei em ninguém
e vejo uma inocência sendo perdida e caio em amor


podes, ao menos, agir de forma com que eu não goste tanto de você?
preciso tirar a sua foto do meu quarto
e desenhar outras pessoas que não você
você tem sido minha inspiração durante mil dias


agora deixo o cartão queimar
e seu rosto junto com ele se vai
mas espero que aqui dentro ainda haja
um pouco de você para eu lembrar

E eu já fiz

eu já ouvi Cindy Lauper e chorei
eu já assisti Almodóvar e ri demais
eu já comi Yakisoba e não passei mal
e eu já dormi de conchinha e não me senti só


eu já beijei e senti que não queriam me beijar
eu já dei mais do que recebi
eu já cantei Alanis Morissette com a voz bem fina
e eu já dancei pop como se fosse um louco


eu já pulei de asa delta
eu já comi comida estragada
eu já fiquei pelado em uma sala cheia
e já bebi mais do que podia


eu já fumei e já cheirei
e já roubei sem nunca ter sabido que tinha feito isso
eu já corri da polícia
e eles já me revistaram mil vezes


eu já amei demais
e já fui amado também
já tive pessoas maravilhosas
e duas que quero esquecer

Sapatos

já foi comparsa de coisas feias
é colega de batalha e de conceitos
e também linda com aquele sorriso


simples e organizada
faz tudo ficar parado
perante sua beleza única


amizade prezada com carinho
brindo ela como um vinho
e te convido a ser colega sempre, para sempre

Um outro alguém

ele me remete a mim mesmo com menos idade
ele me conquista pela simplicidade
e me diz que também quer ficar comigo


ele dorme abraçado comigo
ele faz com que eu me sinta longe do inimigo
e tem um sorriso único


a boca dele é como um oceano
onde eu nado sem parar
e quero assim ficar por bom tempo


obrigado por ter aparecido
não te quero como amigo
só te quero para ficar

Por que J. Little Gray?

eu sempre dizia
pra minha mãe
que via o céu
e ele era cinza


meio cinza
um pouco cinza
bem pouquinho mais de cinza
muito pouco de cinza


escrevi uma cartinha
guardei debaixo do colchão
muitos anos depois
achei-a pelo chão


comecei a escrever
e queria um nome diferente
encontrei este que uso hoje
e meu texto ficou completo


quero os meus textos livres
quero meus textos significando mais e mais
quero a vida de volta
mas meu nome, nunca mais

Medo do amor

eu perco e sono e choro
eu sinto o céu descer rapidamente
eu vejo que a lua sumiu também
e quero um sentido pra tudo isso


espero que tenhas feito boa viagem
e que tenhas algo em tua mente
que tenhas visto o que esperavas
e que não tenhas te arrependido


não guardo mais rancor ou raiva
só sei que fostes uma praga
que eu já consegui eliminar


não tenho medo ou dor
renasci, hoje sou flor
e quero uma vida melhor


eu tinha muito mais medo
de quando chegavas bêbado
debatendo-se e nada sereno
e querendo discussão sem nexo


eu peço uma coisa
que não me peças sexo
quero amor, não isso
preciso de um sentido pra tudo


não guardo mais aquelas lembranças
só sei que estivestes em minhas entranhas
e agora estás fora daqui


não tenho medo do amor
renasci, hoje sou flor
e quero uma vida melhor

Love you

love you, love you
she said: love you, love you


i wanna be with you forever, she said to me something like this
she wants to be with you forever, she said to me


she wants to break her legs
to be the same as you
she wants to leave her parents in peace
she wants a lot of things


she needs some space to be
she helps each other to be free
she holds her own hands and prays
she needs to get some space


she loves the way you walk
she goes everywhere you go
she needs to be free and patient
but she also needs to be hurted


love you, love you
she said to me, love you, love you

sábado, 14 de agosto de 2010

Contorno

e eu que queria beber e não ser encomodado
e eu que tenho o poder de estar embriagado
e eu que vivi o que ninguém viveu


e eu que me preparo para a festa
e eu que encerro tudo que faço
e eu que nunca ultrapasso


é assim que tem que ser?
é eu que posso escolher?
bom, fica na sua mente

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Carta de amor n° 2

"Depois de tudo o que eu causei, estar ao teu lado, ver-te oferecer um vinho sem veneno, ver-te fazer comida sem maldade, ver-te fazer companhia ao assistir um filme e, ainda assim, ver-te lindo como sempre, faz que eu escreva com inveja de sentimentos bons. Por mim, aquele aquecimento na cama improvisada duraria a eternidade e nossa amizade de mentira iria pelos ares.
Lembrar que te dei um simples vídeo com fotos do local que mais amo me deixa um pouco menos triste, depois de tudo que te causei.
Muito feliz de te ver maduro, de te sentir cada vez mais perto e de não ter dúvida que, ao menos, somos bons amigos. Conta-me algum segredo? Há algum, ainda?
Existe sim e eu sei: tu não te sentes muito à vontade do meu lado.
Peço: sinta-se. Tens na tua mão uma tarefa: faça por nós o que eu não posso pela vergonha, pelos fatos e por ti.
Considere-se feliz, pois alguém daria a roupa que veste para te ter novamente. Ainda ouço
Maria Rita e ela sempre será tua fonte de minhas lembranças. Lembranças poucas, lembranças de um pouco tempo, mas sadio e entregue.

Do guri que viu o amor mais uma vez, Pierre.
PS: Diria teu nome, mas seria injusto. "

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Confessionário Vol. 4: Questionamentos sem conexão

por que só ela, que tem a pele branca, pode brincar de ser alguém?
por que ele, que tem uma mulher adorável, pode adotar uma criança?
por que eu, filho de família honesta, não posso ter um teto só meu?
por que? por que?


e por que as ruas, quando cai a noite, ficam perigosas?
por que ouço algumas músicas e digo que não as ouço?
por que tenho excessos e distúrbios sempre?
por que chove toda vez que decido me divertir?


me digas, cara, o que é isso?
eu não consigo captar a idéia principal
e nem percebo que, aos poucos,
o mar vai se aproximando


tenho medo de ficar só
e queria uma companhia eterna
vejo o mar novamente aos meus pés
meu tempo se terminou por si só

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Ele, a filosofia e eu

eu não sou gosto de você, pois entendes de Platão e suas duas realidades
eu não gosto muito de você, pois amas Aristóteles e sua tradição filosófica
eu não penso como você ou Maquiável e sua razão de estado
eu não quero que sejas Newton, que transforma tudo em matemática


eu não quero aprender contigo a subjetividade moderna de Descartes
e muito menos o empirismo de um tal de Bacon
não me venha apresentar contratos sociais, que não és Rousseau
e não me explique o que é um dado sensível, porque teu nome não é Kant


pare de falar sobre o positivismo, senhor Comte
pare de comer livros sobre como transformar o mundo, Mr. Marx
não seja moderno ao falar da vontade, seu Schopenhauer
ou muito menos siga o existencialismo e de novo o marxismo, que não és Sartre

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Busca

eu não sou tão apavorado
ao ponto de fazer você contar
todas as vezes que me traiu
ou que pensou em me deixar


eu tentei buscar nos amigos
um lugar seguro para chorar
tudo que encontrei foi meu pranto só
para me confortar


eu não tenho medo
eu não me consolo com pouco
eu não tenho frieza
acho que frieza é pouco

eu tenho coragem
e um pouco de compaixão
por mim mesmo e sei que amo o bastante
e eu que reclamo depois?


eu sabia que você estava
saindo com outra pessoa
mas não sabia que o meu apelido
já estava sendo usado por outra boca


eu não quero volta
eu não quero insistir muito
eu vivo bem sozinho
e me contento com muito pouco

vejo fotos suas na internet
me deixam extremamente tontos
e quero apagá-las todas
mas não posso mais fazer isso


sei que sou um pouco tolo
penso demais, faço pouco
tenho meus segredos
mas todos são pouco novos

tenho uma carência afetiva
que me deixa bastante louca
agora parto para longe
pois você estará por perto de novo

In the floor

i just want to be free
or to see big storm
in front bed
or in the floor


i don't know what to say
to make you feel better enough
i can send a message or an e-mail
anything would make you be strong


i've always been noticing
how destiny wanted me to be alone
i don't know why this
is the it is


i just think we have been strong enough
to be able to understand that one and one are two
we've seen destiny, love and hope all together
but we've also looked for some consolation and some kindness


i just want to be free
or to see big storm
in front bed
or in the floor

Por uma oitava chance

e eu me perdi
eu não vi
e eu segui
longe daqui


quando você foi embora
meu coração não parou
de bater por ti
eu sei como eu sou


a difícil pessoa de se conviver
e você ainda vive aqui perto de mim


eu sinto que
te perdi
mas também senti
que estás aqui


tua presença é tão forte para mim
se você for embora, não sei o que será de mim
se deixares eu entrar na tua vida, conhecerás
o que, de veras, é amar

A volta

e quantas foram às vezes
que ele ressurgiu
como se nunca tivesse deixado a casa
que um dia dividiu comigo


e hoje aí está
junto a outra pessoa
e eu, numa boa
tentando levar a vida como ela tem que ser


esperei tanto pra te dizer
que o anjo mais velho continua aqui
presente e constante como nunca
e te espera ansiosamente, como sempre


brigas? muitas, sabemos disso
sexo? o melhor possível
afeto? o tempo todo
e quando tudo terminou, terminamos-nos juntos


é chegada a hora da partida
mas você nunca saiu da minha vida
eu procuro curar a minha ferida
mas ainda espero por você

sábado, 31 de julho de 2010

Um pouco de abrigo

é um infante preso
às cordas que mantém a verdade longe
tem um sorriso lindo demais
e uma tristeza pura no olhar


veja só, é uma criança ali
é uma criança ali
veja só, é uma criança ali
é uma criança ali


tem um humor invejável
e a cor única e sólida
pede para que não o maltratem tanto
pois a vida já deu-lhe tudo que tinha para dar


veja só, é uma criança ali
é uma criança ali
veja só, é uma criança ali
é uma criança ali


eu tenho uma vida
e ele quer ter também, ele quer ter também
todos temos uma vida
e ele quer ter também, ele quer ter também


olhe pro seu lado, meu bem
aí existe um também
olhe pro seu lado, meu bem
aí existe um também


veja só, é uma criança ali
é uma criança ali
veja só, é uma criança ali
é uma criança ali

Carta de amor n° 1

"E eu espero que estejas bem. Sabendo como és, entenderei se nunca leres a carta que te escrevo.
Só espero ser lembrado com muita serenidade e um pouco de carinho. A perda dói e você ainda não sabe disso.
Ainda penso nas tuas mãos, trêmulas, dizendo-me que acabaríamos nossa relação devido ao pouco tempo de paz que tínhamos.
Uma mentira. Não terminamos. Eu terminei.
Terminei contigo, terminei comigo e, enfim, com o sentimento.

Com não mais amor, mas ternura: piguxo.
Ou melhor: Pierre."

So fine

i feel fine
so fine
i feel fine
really fine


today is another day
i wake up and see the light
coming from the sun
and my fight is going to start


the hand you give
is the one to be the lack
it doesn't matter the collor
if it is white or black


there's a world outside
and mine is here with my peers
my voice is going to be heard
many times there or here


i don't mind what they will say
since they don't talk bullshit
i've been listening to different songs
but this one is so real

i'm fine
so fine
i've been fine
so fine

My blues

there's a point right after life's limit
where you can't be and you can't get answers enough
there's a place through our air
where i can clearly see the sadness and something more there


there's a huge hope
and no fear nearby
and there's a little boy
who can't be both sides


where am i? please, tell me
'cuz it's been tiring not to get the superficial conclusion
even my parents haven't accepted it
the way i've been in confusion


please, make me better in a moment
and let me fail in another
but forget me when i'm overwhelmed
otherwise there will be a mess


over the mountains i found some confort
and in this south sand i can fly
or you give your hand
or you leave in this land


baby, i won't take your time
because i've got mine too
i won't change the way i move
look at the sky: it is blue

Sem instruções

eu fiz essa uma canção
porque eu tenho um teto próprio
eu escrevi esse som
também pensando em quem não tem


que eu cante essa música
não sublimando o meu pão
que eu ore por aqueles
que dormem pelos chãos


façamos uma ode
ou apenas uma oração
não acredito no milagre,
mas ainda creio no perdão


peço desculpa pelos erros
que cometi ao longo do caminho
lúcido, fraco e frágil
esquecerei o meu vinho


a hora de pedir
é também a hora de dar
peço-te, amigo,
vamos nos ajudar?


eu te dou a minha mão
e você me doa o coração
para que juntos possamos
curar essa nação


cega por nascimento
burra por opção
mudemos o caminho
ou esqueceçamos a compaixão

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Você

numa noite escura onde o frio era intenso
entrei em um terreno denso
e me pus a cantar


tentei gritar seu nome
mas não sei aonde
ele foi parar


criava códigos só meus
esquecia dos teus
e aqui se fez o ar


vazio eterno pra mim
não te ter é o fim
e eu não quero mais


viver é pouco
quero ter o dobro
e esse dobro se chama você

Samba da mudança

samba daqui, samba de lá
eu sei que isso não é pra mim
e que o amor por ele não tem fim
mas eu não posso voltar


samba daqui, samba de lá
eu tenho muito a viver
quero mais aprender
e não viver só


eu tenho mais da vida
pra dar do que todos eles
velhotes de sessenta anos
que nem sabem a noção do respeito


quero espalhar a idéia
de que somos frutos do que vemos nesse mundo
e é através desse samba
que eu canto em um minuto


que eu quero ver quem é que vai
mudar uma coisa no mundo
fazer disso tudo
mais que puro fullgás


que eu quero ver quem é que vai
ter coragem e respirar fundo
ir em segundo
ao fundo do mar


que eu vou viver até deixar
parte minhas no escuro
que eu vejo no mundo
precisamos mudar

One day

coast to coast, feet by feet
i would find a place to seat
and try to remember what our life was


clean water, pretty face
i know i am a big man
and i can send you flowers when you're down


maybe it's true or not
or i simply forgot
what was going on times ago


this is the moment,
should i go?
or i should stay here 'til you cry


left out there when i was scared
laugh out when i was bad
and now you come to me to say it's over


dreams are real and life is a ball
not like that i have at home
and you didn't cry in front of me yet


everything has to do with you
all those memories are true
and i hope we share it together one day

O que levo comigo

pessoas
diferenças
mundo
inconstante


trépido
concreto
duvidoso
e saudoso


monumental
criativo
violento
e sadio


experimento
vital
e a crise?
pra mim, não existe


torpedos
guerras
monumentos
e novas eras


infelicidade
falta
grana
e um monte de dor pra se carregar


Cartola
Kahlo
sempre comigo
onde vou


descoberta
desafio
destúrbios
e um pouco de álcool para combinar


mínimos detalhes
tudo fútil
eu aqui
você aí


música
dom
sono
fim

Esse é o país

esse é o Brasil que a gente não vê
aquele que só aparece em dia de festa
esse é o país que a gente quer
onde eu veja um pouco de luz e de paz


esse é o país do roubo, sim
onde quem tira sabe que tá tirando
esse é o porão dos ladrões infames
onde todo mundo nunca vê ou viu nada


esse é o país onde cresci
que se evita de igualdade
a ordem é crescer
mas quem cresce é quem já tá grande


esse é o país da ordem e do progresso
esse é o país do raro sucesso
esse é o país onde os pais não comem para dar aos filhos
esse é o país que separa as pessoas pelas cores ou pelo que comem


esse é o país que eu vou deixar
por falta do que fazer por aqui
essa é a língua que eu aprendi
herança linda de um português, Colombo


esse é o país que eu vou ver crescer
mas infelizmente bem longe daqui
esse é o país
que eu decidi ver e não vi

I look at you

i love you and they will never know
i love you and they will never show
i love you, i love you


for the first time i wake up
and see by side this great baby
everytime i look at you


and then you wonder
about the things of your mom
you know they'll be always true


this time or the next
we will be so funny
and we will love each other


my letter, my better
you had all my all
and now i've got you


i love you and they will never know
i love you and they will never show
i love you, i love you


my letter, my better
you had all my all
and now i've got you

É o que ela sabe fazer

ela saiu do fim da colônia
ela começou bem cedo a se destacar
ela decidiu viajar


ela pensou na forma de mudar o mundo
e decidiu pegar o papel e a caneta
e assim começou sua jornada


então, se pôs a escrever e enviar tais escritos
e logo apareceu nas novelas
e logo foram cantados como nunca antes foram vistos


suave, doce e completo
é assim que eu te ouço
e ela fez muito sucesso


cansou e decidiu mudar
seguir um caminho diferente
e escrevera sobre coisas diferentes


ela decidiu amar outra mulher
e achou o pedaço que faltava
mas não por escolha, por condição


ela cantou para crianças
ela cantou para todos
e agora ela canta para mim


falou da primeira pamplona
falou do meu primeiro esquadro
e também da minha primeira cantada


ela nasceu pra isso
ela só vive disso
e quer continuar fazendo assim

Confessionário Vol. 3: desabafo

lembre de mim
toda noite que fores dormir e não houver braços ao seu redor
e nem o fogo que aquecia o seu corpo e a sua cama


a saudade terás que aceitar
como se fosse comum no seu dia-a-dia
e o meus beijos nunca selados jamais serão


e que minha carta não enviada acabe sendo achada
e que o próximo assento seja mais cuidado
e que não haja mentiras ou supressões


podias deixar de fazer da sua vida um ciclo comum
que sempre volta ao zero como se nada houvesse acontecido
mas aqui você ainda se faz presente


me dói pensar na cama com outro alguém
porque ainda queria estar ao seu lado
peço que não retornes pro meu bem


pedistes desculpa por me usar e eu não aceitei
mas você sabe que consegue aqui tudo que queres
e então tudo volta ao mesmo lugar


mas agora preciso deixar a cama arrumada
para uma próxima noite de vinho
que sempre acabará na cama fria a ser aquecida


não mais por estes pés que tremem
não mais por essa mão que lhe cobria
e nem mais por essas lágrimas que não caem

Indecente

tá maluco, tá indecente
tá embriagado, tá inocente
foi de um lado pro outro
e não sabe mais o que faz


esse cara tá pra lá da minha frente
cuidando de si e dos outros, não
quer saber das horas e nem relógio tem
ele nunca amou, foi? é ninguém


ele me dá na cara
ele me chama com desdém
diz que me ama
mas quando preciso, não há ninguém


por favor, volta aqui
preciso terminar
quero sair desse salto
e por hoje, botar pra quebrar

Meu amor

não vem dizer que não
você sabe muito bem como eu sou
sou uma pessoa com pouco amor no corpo
agora estou aqui, amanhã já não estou


você é louco de amar um doido
como eu
o pior de tudo é
que ainda não percebeu


que eu sou fruto
de um dia sem deus
que eu sou do ventre
de um demônio que é meu


amor, não venha me amar
não dá pra ser assim, não
vá embora, escape de mim
no fim tudo é assim


não vem dizer que não
você sabe muito bem como eu sou
sou uma pessoa com pouco amor no corpo
agora estou aqui, amanhã já não estou

E eu era

e
eu
era
exemplar


e
eu
era
eficiente


e
eu
era
excepcional


e
eu
era
eu

Corredor

e havia uma porta
e eu adentrei
e eu sentei em um banco
e eu cochilei


e então acordei
e então segui em frente
e então abri mais uma porta
e depois corri muito, muito


havia algo atrás de mim
que me perseguiu até o fim
depois deitei no chão, cansado
e novamente cochilei


acordei, tenso e ainda com medo
corri mais um pouco
canse novamente
e então parei de correr


olhei para trás
não tinha o porquê de correr
se tudo que tinha atrás de mim
era um corredor


corredor vazio
vazio, vazio
corredor, é corredor
vazio como eu

Exorcismo

eu escrevo como quem quisesse se libertar, um exorcismo
como quem quisesse sentir sempre mais
como quem quer tentar o que já não mais lhe pertence


eu escrevo da mesma forma que os fotógrafos tiram suas fotos
marcando determinadas épocas de suas vidas
e comigo não é diferente
faço-o utilizando cada letra, conectando-as e dando sentido a minha vida


eu escrevo por paixão
escrevo por sonho
escrevo por ter sim inspirações múltiplas
e escrevo por ócio, talvez


só sei escrever
só sei me decompor escrevendo
só sei me desfazer
só sei escrever

Auto-retrato

foto de Alisson Affonso

quer ilustração melhor
do que a própria?
a pessoa que se ama pelo que é
e ainda cria por si mesmo


e sobre si, e sobre si
e nada mais
e sobre os outros, que tal?
que nada, cansa demais


e eu me amo e não me condeno por isso
não escondo de ninguém o que quero pra mim
e não acho oportúnuo dizer isso com menos de cem letras
porque eu amo sim e nada mais muda isso


e eu quero que saibam
o terreno que estão pisando
e ao ler ou ouvir tudo isso
se condenem por ter falado mal de mim

Depois de um dia como esse

depois de um dia como esse
não teve santo que não me fizesse desistir
depois de um dia como esse
não teve água que evaporasse


depois de um minuto como esse
não haveria flor que me emocionasse
depois de um segundo como esse
passei despercebido e inocente


depois de um ano como esse
vivi coisas que já mais pensei viver
depois de uma conversa como essa
pensei duas vezes antes de dizer

Quem sabe

colaboração de William Goroncy
quem sabe não tenhas sido
por um minuto sequer que seja
a inspiração para o meu poema?


quem sabe amanhã
não estarás sendo ouvido
por inúmeras vezes na rádio?


quem sabe não te tornas
o centro do meu mundo
e gire dentro de mim?


quem sabe não te tornas
a única coisa importante
para mim?


e quem sabe teus olhos,
por um minuto,
não foram a ilusão de alguém?

Meu primeiro refrão

todas as inúmeras vezes
em que me prendi a alguém
posso não ter sido fiel
mas sempre estive ali


tenho um ímã
que atrai os seres que são o resto?
tenho atração pela falha, só pode
e a última aí está


trancada a uma morte solene
que não poderia ter sido pior,
mas não há volta
não há o que lamentar


tudo o que fiz
foi porque, de certa maneira, fez-se presente a luz
e nela me prendi, e nela recriei
o que duas vezes antes já tive e ainda terei


por favor, feche seu corpo
e deixe ele ser tomado por outro
não tens que ter esse tipo de controle
desligue-se e deixe-se levar, só isso

Confessionário Vol. 2: alívios

eu tenho mal hálito
eu uso roupas justas
eu como de boca aberta
e vejo coisa onde não tem


eu me prendo a detalhes
e vejo os mínimos em cada pessoa
eu compro inúmeras batalhas
e não perco menos que cem


ignoro o que me faz mal
e ainda me atento ao erro sempre
repito mil e uma vezes os discursos formados
e tenho que dizer: sou mais que do bem


luto pela amizade
e brigo pelo ruim
sigo minhas intuições
e nunca falo amém


terei de ir embora
e deixar eles, amigos, aqui
mas eles estão comigo, eu sei
bom, está na hora de partir

Cru

e quem disse que eu não sei voar
se sempre vou longe com meus pensamentos
e volto como se fosse flecha
e acerto o peito de quem pretendo?


e quem foi que disse
que amar é diferente de se magoar
se toda vez que amo
é como se eu desse um tiro em mim mesmo?


pois bem, não vá embora
pegue suas roupas
deixe de lado o orgulho
e volte pros meus braços


sabes que te quero
toda hora é hora
de fazer tudo de novo
mas nunca comecemos um erro

Você sabe?

querer não é poder, você sabe?
é, eu sei, mas quero mais que tudo
poder beijar a sua boca


viver é poder ter, você sabe?
é, eu sei, mas eu não preciso viver
para te ter comigo


e entendo se queres, pois eu quero
e entendo se tentas, pois eu tento
o que quero é o que eu posso


mas então chega o inverno
para te levar das minhas mãos
ó, céus, não leva ele não

segunda-feira, 26 de julho de 2010

O novo banho de lua

tanto pra nada, sabes?
tenho corrido atrás do vazio
pois ele é minha salvação


tanto de tudo pra nada, sabes?
queria ver o céu
e acabei conhecendo o inferno


será que algo bom está guardado pra mim?
será que eu ainda tenho chances?
será que a lua ainda vai ter vez pra mim
e o seu luar me banhar junto a alguém?


espero, sei esperar

Mágoa

eu preciso que você
tire essa mágoa do coração
pois tudo já terminou
e essa dor não adiantará


me deixe viver ao menos sem essa culpa
de ter te magoado e ter feito você esperar
sei como foi duro toda forma de dor
mas espero que, em breve, tudo passe


não espero te ver mal
mas aqui não é o seu lugar
meu coração está quebrado
e não tem vaga, não

Começar tudo de novo

começar é tão difícil
há tantos riscos
mas você precisa


então, você se arrisca
e sabe que pode perder
e acaba perdendo


levanta, mais forte
quando cair de novo, não doerá tanto
mas lembrará todos os tombos


você fica lento e com medo
preso em um canto, chorando
e se liberta de vez


agora você sai,
olha o sol
e mostra o plexo para ele


sente-se bem,
destrói as algemas
e constrói o mundo de novo, começando tudo de novo

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Deu uma vontade de ter Joana

deu uma vontade de ter Joana
ela entenderia o meu choro
alegraria meu pranto
faria de tudo pra me ver bem


deu uma vontade de comer Joana
como se fosse o último alimento que existisse
como se fosse a noite de festa
como se ela também quisesse ser comida


deu uma vontade de ter Joana
que com o olhar fala mais
que com o coração sente mais
que com a verdade diz tudo


deu uma vontade de beber Joana
pra dizer a verdade todos querem
mas todos tremem ao ver seus olhos
mas todos querem o que ela não pode dar


deu uma vontade de ser Joana
letra por letra, coração com alma própria
sinceridade em forma de nota
música minha que hoje vou dançar


Joana, Joana
deu uma vontade de ter
aqui nos meus braços, choras!
aqui nos meus braços, moras!

A lua

levei um cobertor e fui ver a lua
sentado em um trapiche, olhando a praia
meu cobertor era feito de carne
ele era o perfeito para o momento


cobertores não falam, mas ele olha
atento percebe o perigo e diz não
foge de mim porque ama e não quer se machucar
meu cobertor agora se vai


cobertores não sentem, mas o meu agora fala
que a lua parece triste e quebrou-se
sentado, eu penso no que fiz e reluto
dizendo que precisas, cobertor, então compreender


enfim, sinto uma dor no peito
partir dói mais do que imaginei
esse cobertor está em mim agora
tornou-se o manto cinza que levo comigo

Nuno

se te vejo em minha frente
Jogo-me feito rede
e passo noites sem dormir


se te ligo no meio da noite
podes ter certeza que é a dor
de um dia ter te perdido, então


se te vejo sem combinar
me ajoelho e peço perdão
me jogo no chão
e sigo em frente


meus olhos doem tanto
porque a noite caiu e eu em prantos
tento esquecer sua perna trêmula na minha


e assim sigo a jornada
mesmo que esteja um pouco parada
rezo pra que a gente se encontre de novo...

The voice with no name

i'm here to say that i'm gonna stay
here 'til you open all your doors
because it is really cool when you are ok
but when you are down, is it good?


i hope you understand
that if you see me climbing
down the streets, you know it's me
otherwise we don't fight yet, do we?

everytime i wake up, i fall down
everytime i grow up, i get down
everytime i gain, i lose
everytime i'm here, i'm blue


open up your mind and see that's me
what you always dreamt about
and then you will believe
that i'm here, with you, forever

Cuidado onde pisa

queria poder falar
sobre todas as pedras que guardei
e sobre as tantas que atirei


queria poder honrar
aqueles que ouço enquanto canto
mas só sinto, a noite, o meu pranto


deus do céu, traz pra mim
algo azul e um pouco sem fim
tira essa dor desse peito aberto


era pra ser uma noite como qualquer outra
ele me tomou as pernas e a boca
e dominou-me até me jantar


creio que um mundo assim não rola
vem pra cá, me dá bola
e ouse mais do que você tem ousado


chegue pro lado, me avise
cuidado onde pisa
porque tudo que tem início, tem meio e tem fim

Things I need to tell you

that i want you, you know
that i kissed him, you also know
that i melt her, you still don't know
that i swallow those drugs, you know


let me go, let me go
what goes around, comes around, you knew
do it slow, do it slow
what i want, you don't know


please, be more than this
please, open the window
please, call me friend from now on
please, make me feel more than a person


that i realize it, you knew
that i asked you that, you know
that i search other guys out here, you still didn't know
that i maybe forgot you, you know by now


please, don't tell me to stop
what i want, i drop
what i want, i don't hide
but, please, don't tell me that i have to go, no


that i finished, you know
that i don't scream, you still don't know
that i feel sorry for us, you knew
that i love somebody else, you know now, right now

Confessionário Vol. 1: raridades

eu pensei em escrever
em deixar tudo bem claro
em fazer o certo, o justo
em tentar ser menos árduo


era só ter avisado
que o amor que sentias terminou
agora choro dores de um amor que nunca foi meu
e me perco tentando crer que isso tudo já passou


pelos ares, eu joguei as minhas coisas
aquelas que não faziam sentido
me vesti de preto e tentei chamar a atenção de todos
mas as pessoas são ocupadas, está um alvoroço

pelo céu, pelos mares e pelas estrelas
eu quero um sentido na minha vida
eu quero voar sem ter asas
e me arrastar sobre o mar


eu quero muito viagens sem fim
dores de um amor, deixo pra depois
quando penso em mim como um ser
vejo que me perdi, tudo se foi

quarta-feira, 14 de julho de 2010

From the tip of my fingers

for obvious reasons, life has been so great with me, giving me peace and joy. that's why I wanted to write just some lines to describe the following answers for my previous questions. always remember to ask inside yourself if you haven't got the words you need yet.


the more you hide, the more you appear
the more you eat, the more you throw
the more you want, the more you probably will lose
the more you need, the more you will choose


that's the way life is
if you were a light, you will have no fire
and then everything would start again

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Dedos


Mais falso que nota de três reais, lá vem ele
a me encantar pelos seus olhares, lá vem ele
tentando me encarar, me despindo
toda vez que eu chegar, vá sumindo


penso em ti a noite inteira
ao usar meus dedos de tal maneira
que desaparecem num piscar de olhos
penso em ti, durmo em ti e me despeço


eu não posso acreditar
que meus dedos são feito prato a ser comido
a ser digerido e quase frito
por um cara que nem sequer me quis


e então, agora, o que é que há?
vá pra ali ou vá pra lá
estou a me enjoar de toda essa emoção
tão doentia que não vale um tustão

Be suspicious


i've tried to tell them many times
don't believe me
i've tried to worry them by telling them
don't believe me


when it rains
don't believe them
but if it is sunny
believe me


be suspicious, be outrageous
be naive, but won't let me be so much
be suspicious, be ignorant
be rude, but don't let me be as much as you are


i've told them
i wanted to be here
since last year to cross
the universe with you


but they are always smiling, aren't they?
they are trying to change their minds, aren't they?
close your eyes and see it is amazing
but let me tell you: be suspicious

Why I am here


i really want to know
why i am here
please i got to know

why i am here



is this the last place to be

or the one to be chosen forever?

tell me, baby, why i am here

why i am here



i fought against everything
to get a new answer

but tell me, darlin'

why i am right here



i lost the train

i lost the rain

i got insane

why i am here



i fixed the car

i watched you go by

why i am here, tell me, man

why i am here

E nem sempre...


e nem sempre ter alguém significa ter companhia
e nem sempre ter um abraço é ter afago
e nem sempre dar um beijo significa receber outro

e nem sempre falar significa ser ouvido
e nem sempre querer brincar significa ter brincadeira
e nem sempre viver significa sobreviver


e eu, aqui, perdido, tentando, frustrado
e eu, ali, chorando, pelos cantos, cansado
e eu, por aí, vivendo, temendo o pior


e nem sempre navegar significa enfrentar ondas
e nem sempre levantar significa acordar
e nem sempre unir significa ter paz


e eu estou, aqui, parado, ouvindo o som
do mar que chega aos ouvidos como um vão
e que me dói perceber tal solidão

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Aonde será que vou (perdido deste jeito)



tem gente me perguntando

aonde estão os belos vestidos

os belos amores

e o glamour que estampava na cara


tem gente ansiosa
com minha rebeldia
querendo entender

o que aconteceu



há muito tempo

mas muito temp

vivi um amor

que me destruiu



dava flores e recebia desprezo

uma garota me fez refletir
me fez entender

que não servimos para nada



peguei minha mochila
e saí por aí

dando voltas em círculos

e entendendo o mundo


era tudo tão grande

que eu nem conhecia a metade

que nem conhecia uma parte

que quase fugi para marte



eu sentia arrepios
olhando para tantos navios

eram feitos de ferro

ouviam-se os berros



das crianças enjoadas

nem dando bola para as praças
que flutavam ao redor
e que cheiravam a esgoto



foi então que decidi

que era melhor partir

que era melhor deixar

que era melhor amar de novo



então aqui estou
não sei para onde vou

não sei se um dia até mesmo vou
mas, por ora, quero mudar daqui

terça-feira, 29 de junho de 2010

À espera, para Rothammel

e eu me sento e leio uma revista
e eu aguardo todo o dia

pela presença de alguém



eu me sinto fiel
aos padrões do desespero
que insiste em perguntar aonde vou


e a noite cai lá fora

é melhor eu ir embora

e isso tudo vai passar?



é bem claro que não

eu ainda estou são

e preciso descansar



amanhã é outro dia

não haverá dor, nem magia

que me tire daqui



por favor, abra a porta

eu quero ir embora

ouço a sirene tocar



era a ambulância
fazendo presença

e a morte gritando à mesa que estava a me esperar


eu acho que estou louco

ou só dormi pouco

por favor, vamos agora acordar

domingo, 27 de junho de 2010

Tua falta


são exatamente três

e ainda penso na concha que nossos corpos faziam

ainda penso nas dores que nós sentimos

e penso e repenso do porquê tudo acabou



temos nossos motivos, eu sei

mas o nosso amor tava só no início

tínhamos que ter sido mais fortes

e eu bem que tentei, eu bem que tentei



na minha casa, no meu quarto ou em qualquer lugar

você está presente mais que tudo

no meu colchão, no travesseiro ou pensamento

você está presente em mim em tudo



meu peito parte ao pensar em nunca mais te ver

é tão nublada a noite sem ti

e nas pitangas que comia deixei minha marca

e do cigarro que reclamava eu senti falta



no meu peito, na minha roupa e no coração

você faz falta e eu não

sinto mesmo que acabou tudo

dói tanto, mas eu sigo, vou



a parte mais dura de tudo

é receber mensagens subliminares

onde você diz sentir saudades

e ao mesmo tempo se despede sem um mínimo tchau



no meu rosto ou na minha cama

você faz falta sim

na minha mente ou no meu eu todo

você virou antologia prática



na história da minha vida

você se fez presente

e hoje choro a tua falta,

mas sigo triste e sem te ter